segunda-feira, junho 27, 2011


“Carros 2” (John Lasseter e Brad Lewis)



Esta franquia (já dá pra chamar assim?) é o elo fraco da Pixar. E o elo forte da Disney. Aqui tudo parece ser feito para vender mais brinquedos. A profusão de badulaques de “Carros 2” é incrível. E aparentemente maior do que a do próprio “Toy Story 3” que é, justamente, um filme sobre brinquedos.

Assim, o filme parece mesmo só um acessório a mais para vender brinquedos. Senão vejamos...

A trama de espionagem é divertida e animada, mas passa longe das histórias elaboradas dos outros longas da Pixar.

É claro que os personagens têm carisma. É claro que o filme tem bom ritmo. É claro que a trilha do Michael Giacchino é ótima e deveras pegajosa. E é claro que a animação é perfeita.

Mas parece faltar vida aos carrinhos. Coisa que não falta ao Woody, ou ao Wall-E, ou ao Marlin, ou ao Mike Wazowski.

As crianças não ligam. E se divertem. E a gente se diverte também. O problema é que a gente espera sempre algo mais da Pixar, além de diversão...

Postado por Nery Nader Jr às 15:15

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, junho 21, 2011


Um Tempo Pra Piscar Pro Tempo



Olhei pro tempo. Ele retribuiu o olhar. E assim ficamos, sem piscar, por um tempo que o tempo não saberia precisar. E tampouco eu.

Mas pisquei. E o tempo me atropelou, como sempre faz, cedo ou tarde.

E sem alarde, voltei a fitar quem não deveria fitar. Mas desta feita, piscando sem parar. Porque se é para passar, que passe. Passaria de qualquer jeito. Só não quero mais ficar com os olhos secos a ponto de me impedir de ver. Porque há beleza em ver o tempo passar. E só não vê quem não quer piscar.

Postado por Nery Nader Jr às 17:23

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, junho 14, 2011


“Kung Fu Panda 2” (Jennifer Yuh Nelson)



A Dreamworks não sabe fazer continuações de suas animações. Na realidade, ela erra muito mais do que acerta nas animações em geral. Pensando bem, só “Formiguinhaz”, “Shrek” e “Como Treinar O Seu Dragão” são bem legais. O resto é muito, muito fraquinho. Ao contrário da Pixar...

“Kung Fu Panda”, o primeiro, era um filminho divertidinho. E só. Este segundo tenta ser mais do que isso. Tenta dar substância e história para o panda comilão e atrapalhado. E atrapalha de vez as coisas. O humor se perde em algumas boas tiradas. O arco dramático se revela tacanho e forçado. E o saldo é negativo. Sem falar no final apelativo.

E de nada adiantam o belo visual e algumas boas cenas de ação. O filme carece de sentimento. Qualquer sentimento.

Postado por Nery Nader Jr às 17:59

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, junho 09, 2011


A Morte Do Demônio



"Join us". Não me canso de rever este clássico do trash. A versão em DVD que eu tenho em casa, adquirida por menos de 10 pilas num daqueles balaiões de supermercado, é tosca, muito tosca. Tanto que as legendas desaparecem em algumas falas (ou em todas, no caso da soturna gravação encontrada na fita de rolo do porão), entram com atraso ou param no meio do diálogo. Há também um pulo gigante entre as duas camadas.

Mas tudo bem, a gente relega em nome da diversão. E que diversão! Sam Raimi, bem antes de superproduções como "Homem-Aranha", esbanjava talento, literalmente jogando suas câmeras pela janela, banhando-as com sangue de groselha ou fazendo-as derrubar árvores previamente serradas.

O roteiro é um primor de estapafurdices e clichês: grupo de jovens aluga uma cabana nas montanhas e descobre um tal Livro dos Mortos, capaz de evocar terríveis espíritos que possuem os pobres coitados enquanto sangue e outros fluidos indefinidos jorram em profusão.

Os atores são canastrões profissionais, com destaque para o hilário Bruce Campbell (presente em quase todos os filmes do diretor). E os efeitos especiais são os mais podres e repugnantes possíveis pra época, virando referência para as trasheirices vindouras.

Mas o destaque mesmo fica para a direção tresloucada de Sam Raimi, capaz de ir com uma câmera até onde nenhum homem foi antes, chegando a inventar uma versão rudimentar da steady-cam no processo (chamada de shaky-cam), além de provar que o cinema pode ser barato e divertido ao mesmo tempo.

Postado por Nery Nader Jr às 10:49

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, junho 08, 2011


“A Ressaca” (Steve Pink)



O título em português para “Hot Tub Time Machine” é um equívoco, mas funciona como analogia para quando o filme acaba: é como se, depois da diversão rasteira da bebedeira viesse uma ressaca leve, onde tudo parece “menos bom” do que parecia.

A ideia de jogar três quarentões de volta aos anos 80, para que possam repetir, ou mudar, o passado não deixa de ser interessante. E as referências àquela década malígrina, em conjunto com as pontas de atores one hit wonders da época, além do grande astro oitentista Chevy Chase, são o que o filme tem de melhor.

Mas como comédia adulta, tem que rolar também uma dose desnecessária de escatologia e comédia física. Totalmente sem graça, claro. Como manda a regra.

E por fim, as pontas precisam ser amarradas pro final feliz. Que também é bem nhé, convenhamos.

Mas ainda assim, o filme rende algumas boas gargalhadas. Principalmente se você foi um adolescente babão na década em questão.

Postado por Nery Nader Jr às 17:59

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, junho 06, 2011


X-Men: Primeira Classe (Matthew Vaughn)



Confesso que estava com medo desse filme. Prequels geralmente são pura sacanagem industrial para extrair um caldo extra de dólares de franquias que parecem não ter mais horizontes à frente. E então, o jeito é voltar atrás.

Mas eis que me surpreendi com a boa diversão deste filme que, se não é de primeira classe, passa perto. O embate filosófico de Charles Xavier e Erik Lehnsherr sempre foi uma das relações mais interessantes no universo mutante da Marvel, e a dinâmica dos dois ganha novos contornos no início de tudo. De resto, temos um bando de mutantes meramente coadjuvantes, já que os mais interessantes tiveram sua vez em outros filmes. E por mais que eu gostasse do Banshee no meu tempo de gibis, não dá pra negar que ele é um herói bem meia-boca.

Mas as boas cenas de ação, o excelente vilão feito por Kevin Bacon e as dicotomias de pensamento mutante seguram a atenção. A ambientação sessentista, claro, também colabora. A sequência em que Moira Mactaggett invade o Clube do Inferno, por exemplo, é um exemplo de um cinema referencial dos mais legais.

Porém, tenho um porém. Assim como os quadrinhos de super-heróis, por sua longevidade, já se perderam em origens e origens de origens e reboots e retcons, o gênero cinema-adaptado-de-HQs começa a se ver preso a estes vícios também. Ao adaptar os mutantes Marvel para a telona, tomando várias liberdades, a saga mutante começou torta. E agora, a Primeira Classe se vê incapaz de contar com seus membros originais. E outros tantos, como a Mística, surgem diferentes daqueles de lá pra frente. Ou você acha que o Xavier dos outros filmes sentia qualquer sentimento fraternal pela azulona? É bem capaz que os próximos filmes comecem a usar amnésia, implantes de memória, mundos paralelos e afins para explicar as complicações em que se meteram.

Mas tudo bem... se a gente engole e releva nos quadrinhos, por que não no cinemão?

Postado por Nery Nader Jr às 16:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, junho 02, 2011


As Tetas Da Discórdia



O MegaZona é um blog inócuo, na maior parte do tempo. Justamente por ser uma grande perda de tempo, na maior parte do tempo. Até porque gostamos mesmo de assuntos inócuos e agridoces. Mas isso não nos impede de pitaquear sobre as polêmicas da vez. Como o mimimi entre o Marcelo Tas e a Lola do Escreva Lola Escreva. E penso que aqui os equívocos são mútuos, ou quase.

Inequivocamente, o tema pseudo-polêmico não teve vez na TV-concessão-pública, mas na internet-privada-pública. E, ao contrário do programa na TV, onde os apresentadores devem se ater, minimamente, a um texto por vezes tacanho, na versão on-line me parece que as opiniões fluem com mais liberdade. De forma tragicômica, é verdade.

Longe do humor, a visão revela mesmo um preconceito com o ato de amamentar, que muita gente não consegue enxergar como natural. E falam de tetas à mostra como se isso perdurasse por uma eternidade, quando são breves segundos, porque os bebês têm fome e impaciência. O Rafinha até prefere que as mães corram pro banheiro, tranquem a porta, sentem no vaso e só ali alimentem seus rebentos. É uma opinião equivocada. Mas não é aí que o bicho pega.

O bicho pega na interpretação do texto por parte do Tas. É fato que ele não emite grandes opiniões sobre o assunto. Mas o texto com teor feminista do blog da Lola não atribui ao Tas nada que ele não fez. Ou faz, só pra rimar. Então, a ameaça de processo por calúnia ou difamação só pesa contra o carecão.

Eu, que gosto do CQC, ainda que cada vez menos, me surpreendi com a agressividade às avessas do apresentador de um programa que gosta de ser agressivo com quem entrevista. Até parece que a liberdade é uma via de mão única, só devendo existir quando lhe convém. E isso não pega nada bem.

Postado por Nery Nader Jr às 11:11

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader




O MegaZona É Um Blog Feito À Quatro Mãos Por Nego Lee & William Wilson E O Melhor Site De 2005 Segundo Fernanda Takai (Pato Fu)!

Nosso Arquivo: Março 2004 · Abril 2004 · Maio 2004 · Junho 2004 · Julho 2004 · Agosto 2004 · Setembro 2004 · Outubro 2004 · Novembro 2004 · Dezembro 2004 · Janeiro 2005 · Fevereiro 2005 · Março 2005 · Abril 2005 · Maio 2005 · Junho 2005 · Julho 2005 · Agosto 2005 · Setembro 2005 · Outubro 2005 · Novembro 2005 · Dezembro 2005 · Janeiro 2006 · Fevereiro 2006 · Março 2006 · Abril 2006 · Maio 2006 · Junho 2006 · Julho 2006 · Agosto 2006 · Setembro 2006 · Outubro 2006 · Novembro 2006 · Dezembro 2006 · Janeiro 2007 · Fevereiro 2007 · Março 2007 · Abril 2007 · Maio 2007 · Junho 2007 · Julho 2007 · Agosto 2007 · Setembro 2007 · Outubro 2007 · Novembro 2007 · Dezembro 2007 · Fevereiro 2008 · Março 2008 · Abril 2008 · Maio 2008 · Junho 2008 · Julho 2008 · Agosto 2008 · Setembro 2008 · Outubro 2008 · Novembro 2008 · Dezembro 2008 · Janeiro 2009 · Fevereiro 2009 · Março 2009 · Abril 2009 · Maio 2009 · Junho 2009 · Julho 2009 · Agosto 2009 · Setembro 2009 · Outubro 2009 · Novembro 2009 · Dezembro 2009 · Janeiro 2010 · Fevereiro 2010 · Março 2010 · Abril 2010 · Maio 2010 · Setembro 2010 · Dezembro 2010 · Abril 2011 · Maio 2011 · Junho 2011 · Julho 2011 · Agosto 2011 · Setembro 2011 · Outubro 2011 · Março 2012 · Junho 2012 · Julho 2012 · Agosto 2012 · Setembro 2012 · Outubro 2012 · Novembro 2012 · Dezembro 2012 · Janeiro 2013 · Fevereiro 2013 · Março 2013 · Abril 2013 · Fevereiro 2014 ·

Nosso Twitter: @MegaZona

Ou Siga-nos Individualmente:

Follow @NeryJr

Follow @negolee

Nossos Blogs Favoritos: Meditabundas · Blog Da Corporação Fantástica · Liga Dos Blogues Cinematográficos + 665 - O Vizinho Da Besta · Ação E Divagação · Além Do Ponto · Anna Maron · Batata Quente · Catarro Verde · Cláudio Bettega Em Cena · Copy & Paste · De Língua · Epílogo · Filmes Do Chico · Fundo Da Banheira · Ilha De Siris · Insanidade Total · Mau Humor · Meninas De 30 · Nêga Do Leite · No Passeio · O Carapuceiro · O Negativo Queimado · Pensar Enlouquece, Pense Nisso · Perolada · Sad Fucking Song · Salón Comedor · Tá, E Daí · Trash · TudoJuntoMesmo · Uma Dama Não Comenta · Vai Trabalhar, Vagabundo