sexta-feira, agosto 08, 2008


Teoria Da Conspiração



Estão querendo acabar com o MegaZona. Mas você pode ajudar a evitar tamanha tragédia. Deixe um comentário neste post e mostre o quanto você apóia esta causa perdida. Obrigado.

Postado por Nery Nader Jr às 17:52

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader






Postado por Nego Lee às 08:08

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, agosto 07, 2008


"Arquivo X - Eu Quero Acreditar" (Chris Carter)



"Eu Quero Acreditar" é a grande frase que sintetiza o espírito do "Arquivo X" como um todo. O seriado (e os filmes derivados) sempre trilharam os obscuros caminhos das tais "possibilidades extremas", nunca apontando uma resposta definitiva para o que quer que seja. Algo como a realidade de todos nós diante de tudo que é inexplicável. Não temos uma resposta, não sabemos se algo no meio dos embustes e vislumbres é realmente real, mas no fundo queremos acreditar - ou eu quero, pelo menos. É claro que existem aqueles que preferem caminhar pela calçada sem se aventurar pela rua, como Neil Gaiman bem exemplificou num de seus "Livros Da Magia". E para estes definitivamente o oculto não existe. O que eles sentem com os cinco sentidos é tudo e pronto.

Mas é claro que "Arquivo X" nunca foi um seriado para céticos, ainda que sua metade feminina na série assim o fosse durante umas boas temporadas. Mas algo foi mudando naquela Scully de 10, 15 anos atrás. Aos poucos ela foi se permitindo acreditar, ainda que exibisse aquele grande medo de não saber exatamente no quê acreditar. Mulder, pelo contrário, aceitava o imponderável sem nem querer ponderar sobre. Mas curiosamente mantinha certa distância quando o assunto se conectava com o conceito de Deus - ou de uma consciência suprema - e, principalmente, com os meios misteriosos com que esta consciência se comunicaria com os seus fiéis. Curiosamente, sempre foi neste lado que Scully, paradoxalmente cristã, permitia uma fé mais cega.

E eis que os agentes não mais agentes retornam as telas de cinema em um filme gelado, distante das mitologias e ETs para nos apresentar uma trama mais próxima de um episódio isolado, sem grandes repercussões universais. Longe da "história externa", que realmente não empolga tanto quanto deveria, o que temos é uma "história interna" interessantíssima. É claro que para isso ou você é um excer, ou pelo menos nutre uma generosa simpatia pelo seriado, tendo acompanhado a sua trama geral ou alguns bons episódios. Não que o conhecimento prévio seja vital para o entendimento da história. Na verdade, um pouco de conhecimento prévio é exigido mais pelo fato de que as relações humanas entre os protagonistas exigem uma cumplicidade, um entendimento dos porquês e senões de cada um agir como age. Afinal, ambos se revelam extremamente coerentes com o que sempre foram e mesmo assim avançam por terrenos quase inexplorados. O relacionamento entre os agentes e suas vidas pessoais sempre foram acessórios na série, e até por isso é tão interessante descobrir que neste filme eles se tornam o foco principal. E é por este viés que o filme funciona bem, e emociona, e nos impulsiona, junto com Mulder e Scully, em suas buscas pessoais.

É curioso ver que a trama exterior vai se tornando acessória diante dos dilemas existenciais dos personagens. Até por isso, o fim pode soar anti-climático, quando na verdade o verdadeiro fim é um dos melhores que já eu vi em toda a história do "Arquivo X".

Longe de ser perfeito - até porque talvez eu esperasse uma história um pouco mais sobrenaturalmente assustadora, como tantas que já vimos no seriado -, o filme é muito bem conduzido, apresentando várias cenas elaboradas, onde as seqüências mais tensas surgem divididas em ações paralelas bem editadas, com um ritmo dinâmico e deveras angustiante. A trilha de Mark Snow é sutil e forte ao mesmo tempo - como sempre, a bela fotografia sabe utilizar a neve, a chuva e a escuridão na construção dos climas, e a direção de Chris Carter é segura e sóbria, com espaço para algumas ousadias técnicas. Tudo isso sem falar na química perfeita entre Duchovny e Anderson, que mantém a integridade de seus personagens e os ajuda a evoluir e seguir em frente, rumo ao misterioso futuro regido pelos índices de bilheteria, pelas críticas obliterantes e por outras variáveis sinistras saídas deste universo paralelo chamado Hollywood.

P.S.- a piada com Bush é ótima.

Postado por Nery Nader Jr às 09:47

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, agosto 06, 2008



Postado por Nego Lee às 18:31

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Why so serious meat?

Postado por Nery Nader Jr às 13:50

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, agosto 05, 2008


O Segredo Do Morcego



Toda Hollywood deve estar, neste exato momento, tentando descobrir qual é afinal o segredo do morcego. E não é pra menos, já que "Batman - O Cavaleiro Das Trevas" vem quebrando tudo que é recorde de bilheteria, semana após semana, ao mesmo tempo em que amealha boas críticas ao redor do globo. É obóvio que os figurões da sétima arte adorariam reproduzir este sucesso em tantos outros filmecos de super-heróis. Mas a cousa não fununcia assim. Para tentar entender o porquê do sucesso do filme, e do personagem como um todo ao longo das décadas, só mesmo decifrando o segredo do morcego, que pode ser definido como:

- um mistério. É sério. Afinal, o que torna um cabra vestido de morcego tão interessante? O lado sombrio (cara, odeio essa onda politicamente correta capaz de trocar a tradução de "lado negro da Força" para "lado sombrio"!) do personagem? Talvez. Mas é importante lembrar que o Batman fez sucesso também em épocas mais vibrantes e coloridas, como na fase do Dick Sprang nos quadrinhos, no seriado do Adam West na TV, e até mesmo no desenho desanimado ao lado de um infame Bat-Mirim. Só mesmo o Schumacher não alcançou sucesso com o seu desfile carnavalesco conhecido como "Batman & Robin", mas eu ainda acho que a ruindade é menos pela alegoria e mais pela condução e pelas escolhas equivocadas. Ok, mas se não é apenas por conta das trevas, qual é o segredo do morcego, catzo?

- talvez seja a onipresença. Afinal, Batman sempre bateu cartão nas mídias mais massivas, seja com as séries cinematográficas dos anos 40, ou com a de TV dos anos 60, super-reprisada nos 70, ou com desenhos animados diversos, incluindo aí os divertidos SuperAmigos e outras tosquices afins, que culminaram no sensacional "Batman - The Animated Series"- paizão de tudo de bão que a DC fez em animação deste pra frente. E é claro que os filmes meia-boca do Tim Burton e os ruinzaços do Schumacher também cumpriram, pelo menos, a função de manter o morcegão presente na mente de gente que nem sabe que o cara surgiu nos quadrinhos. Mas há mais caroço neste angu, como...

- o próprio personagem. Porque convenhamos que o Batman, por não apresentar superpoderes, revela-se muito mais humano do que os outros. Revela-se, em última instância, alguém que qualquer um de nós poderia ser, se tivesse bilhões de dólares numa conta corrente, além de uma força de vontade doente para conseguir aprender todos os kung-fus-karatesudos do universo. Sem falar que a galeria de vilões do morcego é a melhor de todas. Entrementes, o sucesso do filme em si vai além disso tudo. Talvez porque o filme seja, na verdade...

- um filmaço. E isso é inegável e relevante, também, para justificarmos tamanho sucesso. Se o filme não fosse uma puta superprodução, bem realizada em quase todos os aspectos, com bela fotografia, excelente trilha sonora, direção de arte poderosa, efeitos de primeira, roteiro fechadinho, direção primorosa e atuações memoráveis, de nada adiantaria um personagem carismático e popular. Sem falar, é claro, que o filme dedicou-se a continuar a desconstrução do herói clássico, pautando-se quase inteiramente no anti-herói sisudo e violento que por tantas vezes encontramos nos quadrinhos.

Pois bem, dos motivos mal e porcamente listados aqui, só um ficou de fora, justamente porque eu o considero mórbido demais e incapaz de justificar tamanho hype: a morte de Heath Ledger. Tá certo que alguns curiosos de plantão possam realmente ter ido ao cinema só pra ver se foi mesmo o Coringa quem assassinou o ator, mas isso, por si só, não causaria tanta bilheteria - eu acho.

É certo também que o famigerado marketing ajudou, ainda mais por ter sido bem conduzido, com campanhas virais interessantes que ajudaram no oba-oba boca-a-boca.

Mas se o mistério ainda permanece, a resposta talvez esteja nas mãos de Deus. Afinal, só Ele mesmo para nos dizer qual é afinal o segredo do morcego – segredo este que você descobre clicando aqui.

Postado por Nery Nader Jr às 15:24

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, agosto 04, 2008


Batman interrogando o Coringa. Ou tentando, pelo menos.

Postado por Nery Nader Jr às 15:42

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, agosto 01, 2008


Lujinha



Aqui, ó.

Postado por Nego Lee às 09:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader




O MegaZona É Um Blog Feito À Quatro Mãos Por Nego Lee & William Wilson E O Melhor Site De 2005 Segundo Fernanda Takai (Pato Fu)!

Nosso Arquivo: Março 2004 · Abril 2004 · Maio 2004 · Junho 2004 · Julho 2004 · Agosto 2004 · Setembro 2004 · Outubro 2004 · Novembro 2004 · Dezembro 2004 · Janeiro 2005 · Fevereiro 2005 · Março 2005 · Abril 2005 · Maio 2005 · Junho 2005 · Julho 2005 · Agosto 2005 · Setembro 2005 · Outubro 2005 · Novembro 2005 · Dezembro 2005 · Janeiro 2006 · Fevereiro 2006 · Março 2006 · Abril 2006 · Maio 2006 · Junho 2006 · Julho 2006 · Agosto 2006 · Setembro 2006 · Outubro 2006 · Novembro 2006 · Dezembro 2006 · Janeiro 2007 · Fevereiro 2007 · Março 2007 · Abril 2007 · Maio 2007 · Junho 2007 · Julho 2007 · Agosto 2007 · Setembro 2007 · Outubro 2007 · Novembro 2007 · Dezembro 2007 · Fevereiro 2008 · Março 2008 · Abril 2008 · Maio 2008 · Junho 2008 · Julho 2008 · Agosto 2008 · Setembro 2008 · Outubro 2008 · Novembro 2008 · Dezembro 2008 · Janeiro 2009 · Fevereiro 2009 · Março 2009 · Abril 2009 · Maio 2009 · Junho 2009 · Julho 2009 · Agosto 2009 · Setembro 2009 · Outubro 2009 · Novembro 2009 · Dezembro 2009 · Janeiro 2010 · Fevereiro 2010 · Março 2010 · Abril 2010 · Maio 2010 · Setembro 2010 · Dezembro 2010 · Abril 2011 · Maio 2011 · Junho 2011 · Julho 2011 · Agosto 2011 · Setembro 2011 · Outubro 2011 · Março 2012 · Junho 2012 · Julho 2012 · Agosto 2012 · Setembro 2012 · Outubro 2012 · Novembro 2012 · Dezembro 2012 · Janeiro 2013 · Fevereiro 2013 · Março 2013 · Abril 2013 · Fevereiro 2014 ·

Nosso Twitter: @MegaZona

Ou Siga-nos Individualmente:

Follow @NeryJr

Follow @negolee

Nossos Blogs Favoritos: Meditabundas · Blog Da Corporação Fantástica · Liga Dos Blogues Cinematográficos + 665 - O Vizinho Da Besta · Ação E Divagação · Além Do Ponto · Anna Maron · Batata Quente · Catarro Verde · Cláudio Bettega Em Cena · Copy & Paste · De Língua · Epílogo · Filmes Do Chico · Fundo Da Banheira · Ilha De Siris · Insanidade Total · Mau Humor · Meninas De 30 · Nêga Do Leite · No Passeio · O Carapuceiro · O Negativo Queimado · Pensar Enlouquece, Pense Nisso · Perolada · Sad Fucking Song · Salón Comedor · Tá, E Daí · Trash · TudoJuntoMesmo · Uma Dama Não Comenta · Vai Trabalhar, Vagabundo