segunda-feira, abril 30, 2007



Postado por Nego Lee às 20:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, abril 27, 2007


Favoritos

Em homenagem ao feriado de 1º de Maio, uma dica dupla: anúncios e comerciais para uso profissional. (De publicitários, como nós, no caso.)

Postado por Nego Lee às 10:34

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, abril 26, 2007


Ê, Meu Inimigo Charlie Brown...



Às vezes eu fazo cousas que até Zeus duvida. Escutar rádio, por exemplo. Sim, em tempos de MP3, eu ainda aciono o toca-fitas do meu SP2 para saber qual é, neguinho, qual é o quente da programação radiofônica e comercial de hoje. Ok, confesso que é mais pela comercial do que pela radiofônica, já que o que eu busco mesmo é o break, para ver a quantas anda a propaganda local do meu Paraná varonil. Ver não: ouvir. Que burro eu sou, sô.

Mas não tão burro quanto o existêncio de uma das piores bandas já nascidas pelo cu deste Brasilzão do Cão: Charlie Brown Jr. Escutar ISSO de novo me fez sentar a bunda gorda na cadeira numa madruga dessas qualquer só para sentar a lenha nos tais. Maldito seja o pai do tal Jr., que blasfemou Charles Schulz e/ou até Benito di Paula (acho) para batizar algo tão, tipo assim, maior nada a ver, sabe? - e que não presta nenhum serviço a nada ou lugar algum.

Detalhando: musicalmente, Charlie Brown Jr. é nada. E, literaturalmente, pior. Zero chance de eu querer Proust dentro de um estilo tão banal quanto o rock. Eu nunca vou me esquecer que o tal (meu) ritmo preferido iniciou com "Be-Bop-A-Lula-Be-Bop-Bem-Bom" ou algo assim. Nem que um dos grupos que mais aprecio faz cousas tão ou mais superficiais - mas muito mais adoráveis - como isso aqui. Mas jamais vou deixar me levar por algo tão ruim assim.

Quem defende diz que é música pesada e rápida, sem frescura que vai na veia. Concordo e disconcordo: música pesada por si só serve apenas para pogar; rápida como esta, somente para cabecear. E se a busca é por algo sem frescura que vai na veia, que a pessoa experimente doar sangue, então. A agulha da seringa é quentinha, o barato rola se o jejum estiver em dia e você ainda leva um Nescau de brinde na saída. Música? Usa um iPod com algo que preste, ué.

Resumindo, se você não tem corpinho de 12 anos e a cabeça de 6-6-6, CBJ é som não bão, com um discurso monossilábico, ininteligível e nada inspirador. Ou, em outras palavras, barulhinho bobo feito com letras grandes e figuras para colorir, com a mesma profundidade de "Ritmo de Festa". Com a diferença que esta obra-prima do gênio Silvio Santos, pelo menos, é sorridente, ao contrário de toda a obrada carrancuda de Chorão & seus moleques.

Resumindo de novo: delete.

Postado por Nego Lee às 09:59

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, abril 25, 2007



Postado por Nery Nader Jr às 14:25

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Poemículo

Sei que ninguém vai ler
Mas escrevo mesmo assim
Pois não faço isso a você
E sim, somente, para mim

Postado por Nego Lee às 10:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, abril 24, 2007



Postado por Nego Lee às 10:07

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, abril 23, 2007


Drops



Enquanto isso, no meu final de semana...

- Saturday night fever! De dia, feijoada no Don Max; de noite (e madrugada), vida de Nego é difícil. Corta. Batendo ponto no shopping e precisando de um banheiro para pensar, mas, por me encontrar lá dentro fora do horário comerciar, dei de cara com a porta fechada em todos os WC's masculinos do lugar. Só me restava ir ao reservado para portadores de necessidades especiais. Como eu portava uma necessidade especial - cagar urgente - acho que fiz certo, não?

- Globalização é o início dos tempos e o fim do mundo. Em vez de comida feita em casa, delivery; para compensar, em vez fast food, cozinha japonesa; para ver que não dá certo, em vez de janta rapidinha na frente da TV, mais de uma hora de espera por um motoboy dos caras que nunca chega. Em vez da ordem nipônica inspirar o progresso do Brasil, é a zona brasilis que toma conta do Japão. Ainda bem que, em vez de Fantástico na Globo, a hora é de Simpsons na Fox.

- Do inédito mata-mata da Libertadores rumo ao Bi do Paranaense: ô, o Tricolor é meu amor, ô! E no outro lado do planeta-bola: golaços de Messi e Diego vistos pelo Tubão*. Admirável mundo novo esse de times-empresas e vida pela Internet: enquanto o Maradona da vez da terra arghentinha entra para a história pelo gol em uma equipe grande, o brasileirinho, no máximo, vira mais um clipezinho de nerds - sem ninguém lembrar que o feito não foi feito nem por rei Pelé.

* YouTube, para os íntimos.

Postado por Nego Lee às 11:32

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, abril 20, 2007


O Que É Isso?



Óbvio? Ou não?

Postado por Nery Nader Jr às 10:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, abril 19, 2007


Oração Do Dia

"Trabalhando arduamente oito horas por dia você poderá se tornar chefe e trabalhar doze horas por dia." (Robert Frost)

Postado por Nego Lee às 18:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, abril 18, 2007




Go, Allan Sieber!

(Roubado do z3.)

Postado por Nego Lee às 11:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, abril 17, 2007


Tudo sobre tudo mesmo.

Postado por Nego Lee às 23:57

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, abril 16, 2007


"As Tartarugas Ninja: O Retorno" (Kevin Munroe)



Quando surgiram, nos quadrinhos dos anos 80, as Tartarugas Ninja não eram voltadas ao público infantil. Pode parecer um contra-senso, ainda mais se tratando de quelônios antropomorfizados. O fato é que, com estes personagens, o que os criadores queriam era parodiar, numa salada só, todos os clichês das HQs da época, repletas de adolescentes, ninjas e mutantes. E mesmo sendo uma paródia, as primeiras histórias não tinham quase nada de humor. Tinham era sangue pra tudo que é lado. Senão, pra que armas como katanas e adagas sai?

Entrementes (adoro essa palavra), em algum momento que eu não sei bem quando, alguém achou que as Tartarugas funcionariam muito bem junto à criançada. E tome desenho, videogame, filme e lancheira. Sucesso garantido, o gosto por sangue dos répteis cascudos foi minimizado e as piadinhas e pizzas ganharam mais espaço. Entrementes (de novo), como toda febre, a das Tartarugas também passou.

Mas como tudo é cíclico no mundo do entretenimento, as Tartarugas estão de volta. E o que é melhor, equilibrando o tom, nem tão sério como nos quadrinhos, nem tão bobinho como nos desenhos e filmes anteriores. Uma visão esperta capaz de agradar a gregos e troianos (ou a crianças e marmanjos). Diversão da boa por conta de uma animação caprichada, personagens bem definidos (ainda que a história fique mais centrada apenas no Leonardo e no Rafael, inclusive com um pega-pra-capar empolgante entre os dois), roteiro raso, mas muito dinâmico, e um equilíbrio correto entre ação, suspense e humor. Eu gostei, meu filho também. Unanimidade nem sempre alcançada em filmes/desenhos ditos "pra crianças".

Postado por Nery Nader Jr às 18:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, abril 13, 2007


Top Five - As Covers Mais Subversivas (E Divertidas) Que Eu Já Ouvi



Foi de bate-pronto. Estava ouvindo a primeira da lista e aí pensei rapidinho em outras quatro. Lembra doutras? Tasque nos comentários.

1. "(I Can't Get No) Satisfaction" - Devo (baixe - veja)
2. "Sítio Do Pica-Pau Amarelo" - Pato Fu (baixe)
3. "Sweet Child O'Mine" - Luna (baixe)
4. "Confortably Numb" - Scissor Sisters (baixe - veja)
5. "Jump" - Aztec Camera (baixe)

Postado por Nery Nader Jr às 16:54

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





A CORDA!!!

PARA SE ENFORCAR!!!
PARA NÃO DEIXAR PENDURAR!!!
PARA PEGAR AS PONTAS SOLTAS E AMARRAR!!!
PARA FAZER O TEMPO PASSAR!!!
PARA ARREBENTAR!!!

NEGO LEE?

Postado por Nego Lee às 10:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, abril 06, 2007


Alô? Tem alguém por aí?

Postado por Nego Lee às 00:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, abril 05, 2007


Isso Aqui São Outros Trezentos



Ontem, finalmente, eu fui ver "300" (que, para o seu bel prazer, não vai ser resenhado agora por mim porque isso já foi muito bem feito antes aqui). Entã, somente na última noite fui assistir o tal, eu atrasado como sempre, mas me divertindo como nunca. Isso mesmo: o filme não é sério. É entretenimento puro e simples, e exatamente por isso, todo espetacular - como todas as obras-primas já proporcionadas pela cabeça, tronco e membros de Frank Miller para a nós, a humanidade. Só me dá meda a tal continuação da película e próxima investida do cara sobre o mesmo tema, que, para mim, tem grandiosas chances de virar um "301 Homens E Um Segredo" outro qualquer.

Mas tentando detalhar a experiência passada um pouco mais, basicamente a night que começou com uma empada da Confeitaria Caruso terminou no Cinemark com uma conclusão: mesmo com centenas de homens reais e virtuais no pedaço (e uma ou outra buceta com peito pequeno à mostra mais uma mulher em volta fazendo papel de atriz em cena), a cousa toda se resume a uma pessoa só. Nome: Leônidas. Sim, o filme é dele - e ele, bravamente, defende com unhas e dentes e o cacete a posse para si. Sem dúvida alguma, o ator escocês Gerard Butler é o ponto alto da história.

E o ponto baixo? O gigante Xerxes. Nada, absolutamente nada contra o Rodrigo Santoro - até porque, como não reconhecer os méritos de um ser humano bonito, com pinta de bacana e um currículo que inclui carreira gringa na tela e Luana Piovani na cama? - mas tudo-tudo contra o que fizeram do cara e de sua personagem. Leia-se o marketing abusado/supervalorizado sobre o "nosso" ator e a caracterização bizarra/afetada de uma figura histórica que deveria ser divina/suprema, mas no fim, se transformou numa biba over/caricata de voz grotesca/digitalizada. Ou como já foi bão dito aqui, "um gigantesco mestre-sala adaptado para a grande parada gay que deve existir no inferno".

Concluindo: eu resumo "300" repetindo um escrito da fotinho deste post (na real, um pequeno cartazete colado com durex sobre o pôster do filme na porta da sala do cinema): é uma grande "batalha história", não sanguinária nem sangrenta, mas sim, "sanguinolenta".

Eita!

Postado por Nego Lee às 10:31

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, abril 04, 2007


Ministóri



Era uma ve

Postado por Nego Lee às 11:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, abril 03, 2007


"300" (Zach Snyder)



"300" mata a pau. E a lança, espada, pedrada, soco, pontapé, cusparada e o que mais você imaginar. Trata-se de um mega-filme-testosterona. Um bando de machos vestidos com nada mais do que cuecões de couro detonando outro bando de machos vestidos de ouro comandando (e chicoteando) outro bandão de escravos vestidos de dor. Ou algo assim. Ainda bem que temos alguns bons peitinhos femininos para compensar.

"300" é filme-quadrinho de visual poderoso, que enche os olhos com muita porrada ensaiada, sangueira estilizada e cenários digitalizados. Quase um "Sin City" com cor, mas sem tanto rigor. Um filme que se permite esticar a curta história do Frank Miller, criando algumas paralelices e desdobramentos. E, claro, algumas leves escorregadelas melosas à la Hollywood para amenizar o exagero espartano da obra Milleriana. Nos quadrinhos não há espaço para sentimentos. Não tem colar para devolver, nem filho para prantear, nem lugar na retaguarda para nenhum Ephialtes. Ah, mas isso também nem incomoda tanto. O que incomodou um pouco mais foi aquela oráculo filmada embaixo d'água. Mas é tudo muito pouco para apagar a força deste épico do novo século.

"300" é emblemático, vigoroso, fantástico, exagerado e envolvente. E claro, tem o maior número de frases foderosas e bordões cativantes dos últimos dois mil quatrocentos e oitenta e sete anos.

Adendo - só pra finalizar, nada como tirar sarro até daquilo que a gente gosta. Por isso: It's Raining 300 Men.

Postado por Nery Nader Jr às 16:08

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader






Postado por Nego Lee às 00:07

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, abril 02, 2007


R$ 1.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000,00.

Me dá?

Postado por Nego Lee às 00:09

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader




O MegaZona É Um Blog Feito À Quatro Mãos Por Nego Lee & William Wilson E O Melhor Site De 2005 Segundo Fernanda Takai (Pato Fu)!

Nosso Arquivo: Março 2004 · Abril 2004 · Maio 2004 · Junho 2004 · Julho 2004 · Agosto 2004 · Setembro 2004 · Outubro 2004 · Novembro 2004 · Dezembro 2004 · Janeiro 2005 · Fevereiro 2005 · Março 2005 · Abril 2005 · Maio 2005 · Junho 2005 · Julho 2005 · Agosto 2005 · Setembro 2005 · Outubro 2005 · Novembro 2005 · Dezembro 2005 · Janeiro 2006 · Fevereiro 2006 · Março 2006 · Abril 2006 · Maio 2006 · Junho 2006 · Julho 2006 · Agosto 2006 · Setembro 2006 · Outubro 2006 · Novembro 2006 · Dezembro 2006 · Janeiro 2007 · Fevereiro 2007 · Março 2007 · Abril 2007 · Maio 2007 · Junho 2007 · Julho 2007 · Agosto 2007 · Setembro 2007 · Outubro 2007 · Novembro 2007 · Dezembro 2007 · Fevereiro 2008 · Março 2008 · Abril 2008 · Maio 2008 · Junho 2008 · Julho 2008 · Agosto 2008 · Setembro 2008 · Outubro 2008 · Novembro 2008 · Dezembro 2008 · Janeiro 2009 · Fevereiro 2009 · Março 2009 · Abril 2009 · Maio 2009 · Junho 2009 · Julho 2009 · Agosto 2009 · Setembro 2009 · Outubro 2009 · Novembro 2009 · Dezembro 2009 · Janeiro 2010 · Fevereiro 2010 · Março 2010 · Abril 2010 · Maio 2010 · Setembro 2010 · Dezembro 2010 · Abril 2011 · Maio 2011 · Junho 2011 · Julho 2011 · Agosto 2011 · Setembro 2011 · Outubro 2011 · Março 2012 · Junho 2012 · Julho 2012 · Agosto 2012 · Setembro 2012 · Outubro 2012 · Novembro 2012 · Dezembro 2012 · Janeiro 2013 · Fevereiro 2013 · Março 2013 · Abril 2013 · Fevereiro 2014 ·

Nosso Twitter: @MegaZona

Ou Siga-nos Individualmente:

Follow @NeryJr

Follow @negolee

Nossos Blogs Favoritos: Meditabundas · Blog Da Corporação Fantástica · Liga Dos Blogues Cinematográficos + 665 - O Vizinho Da Besta · Ação E Divagação · Além Do Ponto · Anna Maron · Batata Quente · Catarro Verde · Cláudio Bettega Em Cena · Copy & Paste · De Língua · Epílogo · Filmes Do Chico · Fundo Da Banheira · Ilha De Siris · Insanidade Total · Mau Humor · Meninas De 30 · Nêga Do Leite · No Passeio · O Carapuceiro · O Negativo Queimado · Pensar Enlouquece, Pense Nisso · Perolada · Sad Fucking Song · Salón Comedor · Tá, E Daí · Trash · TudoJuntoMesmo · Uma Dama Não Comenta · Vai Trabalhar, Vagabundo