sexta-feira, março 30, 2007


Hoje: Xerxes de cu é rola!

Postado por Nego Lee às 10:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, março 23, 2007


JC Voltou Para Quicar Uns Esses



É sabido que os filmes realmente bons nunca entram em cartaz aqui nos cinemas tupiniquins. Prova cabal é este "Jesus Christ Vampire Hunter". Veja aqui o trailer, aqui uma cena do filme onde JC quica uns esses e finalmente ouça aqui a sensacional canção dos créditos finais. A letra vem a seguir, caso você queira cantar junto enquanto lamenta o que está perdendo:

He came from Heaven/
Two stakes in his hand!
To smote the vampires/
And free the land!
Come now and join him/
All ye strong and bold!
We'll fight together,/
Like the days of old!
It's all good! It's all right!
Everybody get laid/
Tonight!

Postado por Nery Nader Jr às 14:58

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Jailhouse Blues

Em vez de visita íntima
Banho de sol
À solitária
Superlotado é melhor
E que suma a veste branca e preta
Manta listrada
Corpo livre
Pele pelada
Nunca mais céu quadrado
Só a terra
Mundo redondo
Feito moinho de quatro partes
Simétricas
Concêntricas
Um trevo da sorte
Independência
Ou morte

Postado por Nego Lee às 09:08

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, março 22, 2007


Sem Travessão



Você parece não querer mais as minhas palavras. Jamais disse isso. Então tá, vou fazer que acredito. Você não mudou nada, sempre imputando aos outros uma culpa que é só sua. Culpando-me agora? Já estava na hora. Pois bem, o que mais? Precisa? Sempre. Você tem tempo? Todo tempo do mundo. Acho bom se sentar. Calma, eu ainda consigo ficar em pé depois de um baque. Não é por isso, é pelo tempo que vai levar. Me canse, eu agüento. Até parece, como se você não se cansasse sempre antes do tempo. Ah, já começou. Sem hora pra acabar. Comigo? Se for preciso. Precisa? Muito. Quanto? O infinito perde. E perco eu? Perde também. O quê? Só eu. Ah, é isso o que você está querendo dizer. Isso? Acabou, é o que você quer dizer. Quero dizer, só não consigo. Então está dito. Assim parece. Então adeus. Adeus.

Postado por Nery Nader Jr às 18:06

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Do Zé-Meio

Caso "verdade" contado na Internet por um alguém qualquer: "(...) Recentemente, requisitei nova linha telefônica para minha empresa. Como o nome da empresa não é muito comum (ENGINE), resolvi soletrar o nome principal para não haver dúvidas. (...)".

O resultado? *



(Valeu, Lê.)

* Clique na figura para ampliar. O bosta aqui não sabe como postar jpg maior na bosta do Blogger lá.

Postado por Nego Lee às 09:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, março 21, 2007


"Número 23" (Joel Schumacher)



Descobri que este não é o primeiro filme onde Joel Schumacher e Jim Carrey trabalham juntos. Antes, eles já tinham feito um tal de "Batman Eternamente". Mas confesso que havia deletado tal informação da minha memória. Suponho que você tenha feito o mesmo. Então, este filme é como se fosse a primeira vez, se bem que "Como Se Fosse A Primeira Vez" é com o Adam Sandler e não com o Jim Carrey, mas acho que você entendeu o que eu quero dizer.

O que eu quero dizer é que o Schumacher erra mais do que acerta. Seus dois filmes com o morcego talvez sejam o ápice do fundo do poço (ou vice-versa ao contrário). Já os seus acertos eu conto nos dedos (indicadores) das mãos: "Garotos Perdidos" e "Por Um Fio".

Resta saber então onde este "Número 23" fica no meio disso tudo. E a resposta é simples: no meio disso tudo. Quase como se "Batman & Robin" fosse o zero e o filme oitentista dos vampiros-teen estivesse lá pelo 46.

Então tá. O filme é mediano. Começa de forma interessante, com bom ritmo e situações bem engendradas. A locução em off funciona bem e casa bem também com a narração do livro. Aliás, o visual do livro é uma das boas sacadas do filme, por apresentar um estilo noir-surreal, capaz de trocar o preto & branco por cores em altíssimo contraste. Me agradou. A trama obsessiva e circular, de filme dentro do filme, parece remeter à "Cidade De Vidro", do Paul Auster, além de um sem-número de outras histórias com tramóias paranóicas, onde a realidade e os devaneios se misturam de propósito e deixam tudo confuso.

Mas "Número 23" não é nada confuso, e aí está o seu grande problema. Schumacher subestima o espectador e mastiga ao extremo as explicações. Sem falar que explicita todos os 23 que aparecem na tela. Não viu de relance? Tudo bem, espere pelo close-up no próximo take. Isso sem dúvida enfraquece a trama, não nos permitindo conclusões pessoais, mesmo que equivocadas. Sem falar que o estilo "explicando-nos-mínimos-detalhes" colabora para a quebra de ritmo do meio pro fim.

Ainda assim, gostei do fim propriamente dito, que consegue ser inusitado, diante do desenrolar da história. Não salva o filme, claro. Mas ameniza um pouco os defeitos e consegue resgatar o prazer que o primeiro ato foi capaz de proporcionar.

Postado por Nery Nader Jr às 14:38

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





> PLAY

Postado por Nego Lee às 00:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, março 20, 2007


Sai Imagem Da Cabeça



Do Blue Bus de ontem: "Escandaloso | Site oferece 1,000 para blogueiro q ficar nu 'de corpo e alma'".

Aviso: aqui não, violão!

Postado por Nego Lee às 09:33

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, março 19, 2007


Mutantes - 17/03/07 - Curitiba Master Hall - Curitiba - PR (Por Nego Lee)



Sério agora: eu nunca vi um show como este na vida. Veja bem: eu não disse que foi o melhor, o pior, o mais quente, o isso ou aquilo. Disse que eu nunca vi um show como este na vida, tão simpático e, principalmente, com o povo da nossa fria Curitxiba pedindo bis após bis, gritando sem parar, unânime, em uníssono e o escambau.

Chegamos às 23h00 no local, prontos para encerrar com tudo um belo dia iniciado à base de barreado no Armazém Santa Ana e churrasco na vó do amigo P7. Uma hora depois, a banda subiu ao palco e, sem respirar, tascou "Caminhante Noturno" numa casa lotada de gente entusiasmada. Daí até o final da festa, foi um desfile de diliças.

Rita Lee faz falta, mas não fez falta. Sérgio Dias é metido a star, mas pode se dar ao luxo de ser, sem se preocupar (ainda mais envergando sua lendária guitarra bonitona). Arnaldo Baptista, bem, é gênio. Mesmo não tocando mais nada no palco, mal ficando sobre as pernas ou conseguindo acompanhar as cantadas. Foda-se: ele é demais.

Para não cometer injustiças, Dinho e Zélia Duncan fizeram o que tinham que fazer: mandar bem, sem atrapalhar ou aparecer. Aliás, ponto também para a banda de apoio, dando toda a força necessária para as horas que os manos da terceira idade não conseguiam mais fazer o mínimo que alguém do mundo do rock precisa apresentar.

Desta feita, a noite teve tudo o que era esperado do duo/trio. Em desordem de set list, (uma deliciosa) "Ando Meio Desligado", (uma vigorosa) "Top Top", (uma simpática) "El Justiceiro", (uma suave) "Desculpe, Babe", (uma chatinha) "Bat Macumba", (uma imponente) "Panis Et Circenses" e (uma dose dupla de) "Technicolor", entre outras.

E mesmo em meio de toda esta bela relação de canções, nada foi como ela: "Balada Do Louco". Seja em disco, cedê, emepetrês, ao vivo, ao morto, à capela, na voz e violão, caixinha de fósforo, karaokê ou rabecão, esta é uma obra que sempre vai me dar arrepau no pio em qualquer dia, hora ou lugar. E assim foi, assim seja e assim será.

Valeu. : )

"(...) À rota do ano-luz/ Calculo dentro do passo/ Minha dor é cicatriz/ Minha morte não me quis/ (...) Meu sangue é de gasolina/ Correndo não tenho mágoa/ Meu peito é de sal de fruta/ Fervendo num copo d'água..." - "2001" (Rita Lee/Tom Zé)

Postado por Nego Lee às 09:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





domingo, março 18, 2007


18/03/07.

Acabei de chegar do show dos Mutantes. Estou aqui com meu amor, a Mi. Ela escolheu a foto deste post. Estou meio bêbado. Bora ao que foi...

Conclus~0es:

Bbeber é bom.

Encontramos a Cíntia. Cumprimentei outras pessoas, na maioria velhjos decadentes. Eunão precisava deles.

O DJ, ppor encre;ca que paRÍVEL, mandou bem. Não tocava o saudossimo irritante dio que o público aesperava, mas sim,até couas novas. Gostei,.

Meia-noite (olhei bo meu relógio calucladora), Mutantges ebntraram em cena,

Ela que nãom é Lee – aquela- foi bem, muito bem, de parab[ens. Gostei.

Mas vamos ao que interssa: Arnaldo Baptista.Tadinho, ele est[a velho, fodido, atrofdiadp, nãao mexe o bra;co esquerdo,mas é um gênio.Cago comkpleto par omque o ele é hoje: amo ele. El e é dono da letra mais linda música popiular brasileira.

Então: Meia-noite,o show começou. Eles enytraram.. A talda Zélia faaz bem o que a original (de sobrenome Lee)m tinha que fazer. Tocaram “Casminhante Noturno”,para começar.Depois, outtras, fodas. Poer exemplo,do qu eueu lembro: “2001””, dizendi o que a “minha vida me uultrapassa em qualquer cousa que eu faça”... e também... Espera. Eles tocaram “Balada do Louco””...



Pausa...



Dizem que sou loucio por pensar assim se eu sou muito louco por eu ser feliz...

Gente, é foda.

Mesmo para quem n~são é fã de Mutantes, o show foi esppetacu;lar. A Zélia é uma cara super-legal. A gente não sabe se super-legal tem hífen.

Eles também tocaram “Balada do Louco”e “Panis At Circenses”e “Ano Meio Desligado “e Ël Justiceiro”e “Blada do Louco”, qrue foi l maior refrão já cantdpomn juntosd por todo mundom qu eu ejá vi nos últimos tempos (tipo “Born To Be Wild no Aeronante em 2000 oun “sei lá!”

Conclusões:

Eu amo a Mii.

Eu amo Mutamntes.

Eu siintomnfalta de ir em show com o Nery.

Ponto finsal.

Postado por Nego Lee às 02:43

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, março 16, 2007



Postado por Nego Lee às 00:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, março 15, 2007


Esse cara é foda.

Postado por Nery Nader Jr às 18:20

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Dos Outros

*****

Fotografias

Há quem se desfaça de velhas fotos. Eu não. Guardo até um álbum do meu avô, que faleceu há mais de dez anos. Meu avô quando jovem, meus tios brincando no quintal de casa, gente que eu não faço idéia de quem seja. Estão lá, literalmente no fundo de um baú. Para quando eu quiser ver. E de vez em quando eu quero.

Hoje, por exemplo. Revisando essas e outras fotos, encontrei umas quatro ou cinco ex-namoradas (a dúvida numérica diz respeito às "namoradas"; as meninas eram cinco). E tentei me lembrar do tempo que passei com elas... Como, quando foi? O tempo se dobra sem tocar as pontas. Uma foto é só uma foto - nada se resgata. Mas em algum lugar eu sou o mesmo que um dia a olhou pela primeira vez.

E é como guardar um livro. Sabe-se as palavras, mas os sentidos são outros ao longo do tempo. Assim mesmo: Heráclito na veia. Só que num instante eternizado.

*****

(De onde? Faz diferença? Diferença Nenhuma.)

Postado por Nego Lee às 10:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, março 14, 2007


"Grandes Astros: Superman - 1" (Grant Morrison & Frank Quitely)



Este gibi é o avesso deste. Este dá gosto de ler, porque conta uma história sincera e inédita de um personagem que muitas vezes até parece não mais permitir abordagens inéditas. Mas Grant Morrison consegue o improvável, criando uma aventura dinâmica, emocionante, interessante e singela, capaz de fazer a gente querer (e muito) ler o resto. A caracterização dos personagens, o ritmo dos acontecimentos, a opção pela não-imersão nos pensamentos de cada um - tudo isso cria um envolvimento ímpar com a história (sem falar na já clássica origem do herói em apenas uma página). Eu recomendo enfaticamente, até mesmo para quem torce o nariz por azulão.

Postado por Nery Nader Jr às 14:15

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Pessoas



Pessoas avisam ansiosas que precisamos fazer alguma coisa urgente porque o Orkut vai passar a ser pago.

Pessoas pedem no MSN que você inclua uma flor no seu nickname para mostrar que é contra a violência.

Pessoas até enviam e-mails para a Fiat, por exemplo, para protestar (?) contra as mudanças do novo Palio.

Pessoas pela Internet são engraçadas.

Pessoas... Argh.

Postado por Nego Lee às 09:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, março 13, 2007


Top Do Top



- Super Esquadrão Dos Macacos Robôs Hiperforça Já!
- Sonic
- Bionicle
- Ben 10
- O Planeta Do Tesouro

Top Five dos desenhos preferidos do meu filho. Ele fez anteontem, enquanto viajávamos. Fez por conta própria, sem incentivo, sem nada. Para um fã do Nick Hornby, isso é muito legal de se ouvir. Ainda mais quando vem da pessoa que encabeça o Top Five da sua vida.

Postado por Nery Nader Jr às 10:50

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





A história das logomarcas.

Postado por Nego Lee às 09:30

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, março 12, 2007


Olhos Além Do Vazio



O vazio, o oco, o nada era dotado de olhos. Olhos que olhavam para além dali. E num olhar avançavam fugindo da opressão daquele zero feito vida. Mas eram só olhos. Nenhuma perna para escapar. Nenhuma mão para puxar o corpo. Nenhum corpo para deixar o oco. Apenas olhos que viam o que havia além dali. E havia tudo. E tudo era tanto para aqueles olhos. E mesmo no vazio, de quando em quando os olhos se viam cheios. De lágrimas.

Postado por Nery Nader Jr às 16:53

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Oração Do Dia (E Da Estação)

"Verão é manteiga no queixo e milho entre os dentes." (Calvin, num espetacular diálogo com Haroldo)

Postado por Nego Lee às 10:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, março 09, 2007


300 Sem Censura



Confira aqui o trailer sem censura de "300", com muito sangue, cabeças rolando (ou voando) e até peitinhos (esse filme vai ser bom!). E o melhor: com direito a uma cena escondida de "Watchmen", próximo filme do diretor Zach Snyder. Dê um pause depois de um minuto e cinqüenta e dois segundos de filme, mais ou menos. Eu consegui ver. E agora não consigo deixar de pensar que esse Snyder é realmente um nerd genial. E que venham os homens-relógio.

Postado por Nery Nader Jr às 16:35

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader






Postado por Nego Lee às 14:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





"Grandes Astros: Batman & Robin - 1" (Frank Miller & Jim Lee)



Há quem diga que o Frank Miller já era. Há quem diga que ele nunca foi. E há eu.

E eu sou daqueles que não acreditam nos que dizem que ele nunca foi. Basta ler (e reler [e reler]) "O Cavaleiro Das Trevas", "Ronin", "Elektra Assassina" ou "A Queda De Murdock" para entender que o véio Miller manja (ou manjava) muito do riscado. E também do escrevinhado (até porque ele não chegou a riscar nada nos dois últimos exemplos).

Eu tampouco sou daqueles que dizem que o Frank já era. Mesmo não exibindo o mesmo vigor nos argumentos, roteiros e diálogos, obras como "Sin City" (as primeiras histórias) e "300" surpreendem pelo desenvolvimento dos personagens (mesmo os coadjuvantes) e pelo domínio perfeito das histórias, que exibem sempre o tradicional jeito milleriano de narrar. Sem falar que os desenhos alcançam (principalmente nas HQs mais recentes) uma perfeição quase minimalista.

Mas então eu sou o quê, diante dos trabalhos mais recentes do Miller. Bem, acho que eu sou um daqueles que acham que o cara não sabe mais o que fazer com os super-heróis. Depois de um "Cavaleiro Das Trevas 2" que todos dizem ser sofrível (eu não sei porque não comprei além do primeiro número), o cara retorna ao Batman para contar o quê? A origem do Robin. Uma história manjada e sem-graça que ele consegue recontar sem apresentar nada de novo.

Como comparação, basta lembrar que em "Batman: Ano 1" Miller recontava a origem e o início de carreira do homem-morcego de forma magistral (quase como um "Batman Begins" bem melhor). Por outro lado, este "Grandes Astros" não conta nada de novo, não cria suspense nem expectativa, não nos coloca na mente nem do Batman, nem do Dick Grayson, nem de ninguém, e parece realmente feito pra ser desprezado, ainda mais com a arte nhé do Jim Lee.

Nessas horas, a gente quase se coloca no grupo dos que dizem isso ou aquilo do Miller. Eu só espero que o cara largue mão dos super-heróis. Assim ele, e nós, ganhamos mais.

Postado por Nery Nader Jr às 11:37

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Frog Explica



Sapo me dá nojo. Bem, não é nojo, igual publicitário: é medo. Não MEDO, assim, sério, só meda, sabe?

Então, ontem, cagando, me toquei... Espera, essa frase não ficou nada boa. Nada boa mesmo. De novo... Então, ontem, cagando, me toquei de uma cousa: sapo é trauma que vem da infância. Como? Sim! Como não? Olha só...

"Sapo, sapo, na beira da lagoa, não tem, não tem..."

"Sapo jururu na beira do rio..."

"Sapo não lava o pé, não lava porque não quer..."

Mas não é só/E o que é pior: em uma das piores lembranças da minha vida - a morte da Vó Lindamir - havia sapo para caralho. Atrás da capela do velório, em volta de tudo e de todos, dos olhos e orelhas na noite, na mente até hoje: sapo, sapo e sapo.

Deve ser por isso que eu não gosto do filme "Magnólia".

Deve ser por texto ruim assim que eu não gosto mais de mim escrevendo aqui.

Postado por Nego Lee às 00:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, março 01, 2007


Apresentação (?!?)

Este é o MegaZona, que acabou de (re)nascer. Até o mês passado, o blog estava hospedado aqui no Kold-Fusion mas hoje, graças ao host, estréia em novo endereço. Agradecemos ao Kamuiº pela parceria, avisamos que por motivos de força maior todos os posts do nosso arquivo não têm mais imagens e... É isso. Até.

Postado por Nego Lee às 00:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader




O MegaZona É Um Blog Feito À Quatro Mãos Por Nego Lee & William Wilson E O Melhor Site De 2005 Segundo Fernanda Takai (Pato Fu)!

Nosso Arquivo: Março 2004 · Abril 2004 · Maio 2004 · Junho 2004 · Julho 2004 · Agosto 2004 · Setembro 2004 · Outubro 2004 · Novembro 2004 · Dezembro 2004 · Janeiro 2005 · Fevereiro 2005 · Março 2005 · Abril 2005 · Maio 2005 · Junho 2005 · Julho 2005 · Agosto 2005 · Setembro 2005 · Outubro 2005 · Novembro 2005 · Dezembro 2005 · Janeiro 2006 · Fevereiro 2006 · Março 2006 · Abril 2006 · Maio 2006 · Junho 2006 · Julho 2006 · Agosto 2006 · Setembro 2006 · Outubro 2006 · Novembro 2006 · Dezembro 2006 · Janeiro 2007 · Fevereiro 2007 · Março 2007 · Abril 2007 · Maio 2007 · Junho 2007 · Julho 2007 · Agosto 2007 · Setembro 2007 · Outubro 2007 · Novembro 2007 · Dezembro 2007 · Fevereiro 2008 · Março 2008 · Abril 2008 · Maio 2008 · Junho 2008 · Julho 2008 · Agosto 2008 · Setembro 2008 · Outubro 2008 · Novembro 2008 · Dezembro 2008 · Janeiro 2009 · Fevereiro 2009 · Março 2009 · Abril 2009 · Maio 2009 · Junho 2009 · Julho 2009 · Agosto 2009 · Setembro 2009 · Outubro 2009 · Novembro 2009 · Dezembro 2009 · Janeiro 2010 · Fevereiro 2010 · Março 2010 · Abril 2010 · Maio 2010 · Setembro 2010 · Dezembro 2010 · Abril 2011 · Maio 2011 · Junho 2011 · Julho 2011 · Agosto 2011 · Setembro 2011 · Outubro 2011 · Março 2012 · Junho 2012 · Julho 2012 · Agosto 2012 · Setembro 2012 · Outubro 2012 · Novembro 2012 · Dezembro 2012 · Janeiro 2013 · Fevereiro 2013 · Março 2013 · Abril 2013 · Fevereiro 2014 ·

Nosso Twitter: @MegaZona

Ou Siga-nos Individualmente:

Follow @NeryJr

Follow @negolee

Nossos Blogs Favoritos: Meditabundas · Blog Da Corporação Fantástica · Liga Dos Blogues Cinematográficos + 665 - O Vizinho Da Besta · Ação E Divagação · Além Do Ponto · Anna Maron · Batata Quente · Catarro Verde · Cláudio Bettega Em Cena · Copy & Paste · De Língua · Epílogo · Filmes Do Chico · Fundo Da Banheira · Ilha De Siris · Insanidade Total · Mau Humor · Meninas De 30 · Nêga Do Leite · No Passeio · O Carapuceiro · O Negativo Queimado · Pensar Enlouquece, Pense Nisso · Perolada · Sad Fucking Song · Salón Comedor · Tá, E Daí · Trash · TudoJuntoMesmo · Uma Dama Não Comenta · Vai Trabalhar, Vagabundo