sexta-feira, fevereiro 23, 2007


Filmes Do Carnaval - Parte II



"A Profecia 2" (Don Taylor) - absurdamente mais fraco que o primeiro, com quase nada de suspense ou emoção, este filme apresenta uma direção desencontrada, roteiro repetitivo e mortes pouco inspiradas - exceção para a do elevador. Só mesmo a trilha de Jerry Goldsmith para conseguir criar algum clima. Serve apenas para mostrar que Damien cresceu e segue no rumo certo para se tornar o poderosão do terceiro filme. Pior de tudo é usar corvos para indicar a presença do mal, e do meio pro fim simplesmente esquecer de usá-los. Quá! (ou qualquer outra onomatopéia que indique voz de corvo).

"Vampiros De Almas" (Don Siegel) - sensacional. Um filme B perfeito em todos os aspectos. Com menos de uma hora e meia, o filme consegue delinear personagens e situações, através de um roteiro enxuto e uma montagem primorosa, criando suspense dos bons, com várias cenas memoráveis (o corpo que se reanima na mesa de bilhar; a distribuição de "sementes" na praça; a fuga do consultório) e outras tantas clássicas absolutas (o reencontro e o beijo na caverna; Kevin McCarty correndo entre os carros na highway e gritando que você será o próximo). Se na época de seu lançamento o filme foi considerado uma alegoria política com ênfase na paranóia comunista, hoje olhamos a mesma desumanização e automação das pessoas por outro prisma, absurdamente atual, com foco no individualismo, no consumismo e em tantos outros "ismos".

"A Pequena Loja Dos Horrores" (Roger Corman) - precário, simplório, primário, despirocado e... muito divertido. Diálogos nonsense, cenários nonsense, atuações nonsense, efeitos especiais nonsense, direção nonsense. Esse filme realmente não tem o menor senso. Mas é divertido demais. E o pior: justamente por conta de todo esse nonsense. Sem falar que ver o Jack como paciente masoquista já vale o ingresso. Mas ainda prefiro o Corman das adaptações do Poe.

"Phenomena" (Dario Argento) - "Something like a phenomena, babe/you're something like a phenomena". Desde que aluguei o filme estou com essa musiqueta dos triplos ípsilons na cachola. Mas vamos ao filme propriamente dito, ou melhor, ao delírio propriamente dito. O "Phenomena" de Argento é delirante, urgente, fagocitante, macabro, sexy, nojento e angustiante. O fiapo de roteiro atira para todos os lados e, surpreendentemente, acerta na maioria das vezes. Os atores, que nem ao menos canastrices conseguem fazer, funcionam como escadas para a experiência e magnetismo de Donald Plesence e para a beleza e talento emergente de Jennifer Connely, no seu primeiro filme como protagonista. Junte à esta salada vários insetos, um ou dois serial killers, alucinações, efeitos nojentões e o som pesado do Motorhead e do Iron Maiden e você terá um filme único, maluco e jóião.

"Equilibrium" (Kurt Wimmer) - um filme que se equilibra perigosamente entre o bom e a bomba. Tem bons momentos (a primeira cena de ação é muito bem elaborada), uma boa atuação de Christian "Batman" Bale, algumas boas idéias (o gun-kata é genial) e uma boa direção de arte, ainda mais diante do orçamento obviamente apertado para uma ficção científica futurista. No meio-termo, equilibrando-se no fio da navalha, ficam o roteiro (bebendo da inesgotável fonte de "1984", "Admirável Mundo Novo" e congêneres) e as atuações de Taye Diggs e Emily Watson. Descendo a ladeira restam algumas incongruências na história, a falta de cuidado com a continuidade e umas derrapadas de ritmo. Mas dá pra encarar, desde que você esqueça o "Esqueça Matrix" da capa do DVD.

Adendo: vi também "A Conquista Da Honra", mas este merece uma resenha maior, junto com a sua contraparte nipo-eastwoodiana, que eu ainda não vi.

Postado por Nery Nader Jr às 18:32

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Eu esqueci de dizer (de novo) ontionti: "Paraná Clube vence o Real Potosi e lidera Libertadores"!!! : )

Postado por Nego Lee às 12:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, fevereiro 22, 2007


Filmes Do Carnaval - Parte I (Junto Com Meu Filho)



"Jurassic Park - O Parque Dos Dinossauros" (Steven Spielberg) - é difícil encontrar um menino de 5 anos que não seja fascinado por dinossauros. Meu filho é. Mas eu realmente não achava que este filme seria adequado para a idade dele. Mesmo com uma "Censura Livre" estampada na capa do DVD. Então ele pedia, mas eu não alugava. Até que ele descobriu que o filme passaria à tarde na TV, no domingo de carnaval. Então foi aquela festa. Mas como iríamos noutra festa neste mesmo dia, resolvi alugar o filme pra vermos antes. E vimos. E meu filho adorou, claro. E eu, assistindo agora com olhos de pai, tive a mesma percepção de quando o vi com olhos de filho (é, é uma referência àquela música do Ira! e, ah, esquece): o filme é assustador. E bom pra caralho, claro. Coisa do Spielberg, claro, já que o roteiro é bem clichê. O tempo do suspense, do mostrar e do não-mostrar, do encantar e do surpreender, tudo beira a perfeição. A mistura de computação com animatronics e com sabe-se lá mais o quê é genial e ainda não foi superada - vide os dinossauros toscos de "King Kong". E aquela água se movendo no copo, junto com a perseguição na cozinha, são cenas simplesmente clássicas. Meu filho não se assustou nadinha. Nem se escandalizou com as pessoas sendo comidas pelos tiranossauros e velociraptors. Mas pensando bem, são apenas retratos da natureza, não é mesmo? Ainda que da natureza malvadona de 65 milhões de anos atrás.

"A Turma Da Mônica - Uma Aventura No Tempo" (Maurício De Souza) - sempre achei o funcionamento dessa turminha melhor no gibi. Quanto mais curta era a história, melhor era a piada. Então, em um filme de uma hora e pouco, parece difícil segurar o pique episódico dos gibis. Mas esta aventura no tempo até que funciona. Sem âncoras-malas como Luciano Huck, Wanessa Camargo e Fernanda Lima (que devem estragar legal o filme anterior - que eu não vi e nem quero ver) e com um roteiro simpático, ágil e episódico - capaz de permitir a interação da turma do Bairro do Limoeiro com outras criações legais do Maurício de Souza, como o Piteco, o Astronauta, o Papa-Capim e até mesmo o filosófico Horácio -, a diversão fica garantida para os pequenos e para os grandinhos chegados numas de nostalgia.

"MIB - Homens De Preto" (Barry Sonnenfeld) - se "Jurassic Park" era censura livre, com todo aquele suspense, o que dizer deste "MIB", rotulado como "12 Anos"? Ah vá, é só uma comédia não muito infantil, com pouca ação, muita falação, clímax que chega rápido demais e acaba rápido demais, piadas inteligentes (algumas capazes de alcançar o mesmo efeito risonho da primeira vista) e muitos alienígenas nojentões. Meu filho gostou. Não foi paixão, claro. Esta ficou para o último "filme" da lista.

"Power Rangers - DinoTrovão: Legado De Poder - Volume 2" (Koichi Sakamoto) - se eu assisti a meio episódio dos cinco que estão no DVD foi muito. Mas meu filho adora. E este aqui tem lá sua vantagem para os perdidos de plantão por conter uma baita retrospectiva de todos os Power Rangers que já passaram pela face da Terra (indo desde os Mighty Morphin até os da Tempestade Ninja - outras duas equipes, SPD e Força Mística, são posteriores a este episódio) e que (surpresa!) não são todos iguais, ainda que usem as mesmas interjeições (Ah! Uoh! Iááá!) e combatam sempre os mesmos monstrões de espuma.

Adendo: na verdade eu só tasquei os Power Rangeres na resenha para garantir mais visitas ao site, já que esses heróis são campeões também nos acessos ao MZ através dos buscadores. E já que não temos mais muitos comentários, é bom termos alguns acessos, pelo menos...

Postado por Nery Nader Jr às 18:25

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, fevereiro 21, 2007


O Carnaval Que Eu Pedi Aos Céus



Sem ouvir um único samba-enredo. Ou uma única nota de pagode, axé, funk ou qualquer outro lixo sonoro-carnavalesco.

Com direito a aniversários divertidos, e batizados, e churrascos, e barreados, e cervejas, e música do bem, e muitos, muitos filmes.

Nada como um Carnaval assim...

Postado por Nery Nader Jr às 16:11

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Sobre Escrever



"Bem, é um tipo de trabalho sedentário e introspectivo que se faz de pantufas, enfiando o dedo no nariz e coçando a bunda, você sozinho em seu escritório, e não há a menor possibilidade de ser de outra forma. Assim, qualquer um que entre nessa de olho em ganhos materiais e agitação mundana, eu não acredito que chegue muito longe."

(De Martin Amis, um dos romancistas vivos mais importantes da Inglaterra.)

A quem interessar possa, mais (dele) aqui, ó.

(Fonte: NoMínimo.)

Postado por Nego Lee às 14:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, fevereiro 16, 2007


DVDica de Carnaval - "O Enigma De Outro Mundo" (John Carpenter)



Uma pequena obra-prima do medo. Bem menos B do que a maioria dos filmes do Carpenter, este cultuado misto-frio de terror e ficção-científica se revela surpreendente. Carpenter cria camadas e mais camadas de tensão aproveitando-se da reclusão, do ambiente hostil, da desconfiança e de um medo quase paranóico. Se com o que eu acabei de dizer você começou a achar que o filme se presta a outras leituras sub-reptícias, acertou. Carpenter gosta de tocar nas feridas amerdicanas (e mundiais também) de forma às vezes sutil, às vezes escancarada. Mas mesmo que você despreze as sub-leituras, o filme continuará perfeito em sua capacidade de criar um clima único de pavor.

Curioso notar que, logo de cara, "O Enigma De Outro Mundo" subverte um dos paradigmas do "bom terror": mostrar pouco e sugerir muito. Carpenter não demora pra mostrar, com efeitos sensacionais feitos no muque, quase todas as bisonhices que a tal coisa do outro mundo é capaz de aprontar. Mas mesmo abusando do visual macabro-repulsivo, o que mais nos surpreende é a capacidade do roteiro em gerar dúvidas, criar desconfianças e subverter o nosso discernimento. De resto, uma trilha perfeita e hipnótica de Ennio Morricone e um final simplesmente irretocável.

Ou seja, se você é ruim da cabeça e doente do pé, fica a dica de um filmaço capaz de transportá-lo/a para bem longe do Carnaval. A Antártida tá bom pra você?

Postado por Nery Nader Jr às 15:25

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Grito De Carnaval?

Feriadooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo!



(E bye. Até outras!)

Postado por Nego Lee às 10:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, fevereiro 15, 2007


Alfred 2006 - Os Vencedores



Confira daqui a pouco, a partir das 21 horas, ao vivo do/no blog da Liga Dos Blogues Cinematográficos, a divulgação dos grandes vencedores da quarta edição do Alfred 2006 - o prêmio dos melhores do cinema na opinião de quem bloga cinema.

Postado por Nery Nader Jr às 17:10

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, fevereiro 14, 2007


Banho E Tosa VII



Cosmo Kramer. Quem conhece a série "Banho E Tosa" já sabe do que estou falando. Quem não conhece, pode clicar aqui e checar o penúltimo post e, se quiser, seguir de lá até o início da série.

Postado por Nery Nader Jr às 16:57

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Dos Outros

*****

Escoteiros

Sempre achei que eles fizessem parte do folclore. Sei lá, pra mim, escoteiros eram uma alucinação coletiva, ou alguma coisa do tipo que assusta de tão bizarra, sabe?. Mas, não, eles existem. E como são chatos!

Desde a semana passada, eu trabalho com um escoteiro. Carioca. Com o pior dos sotaques. E ele é chato demais.
Ele é solícito. O mais solícito. Só ele quer ser solícito no mundo todo.
Ele tem cabelo tigelinha. Comprido. E franja.
Ele fala das crianças que ele cuida (ensina, brinca, tutela, come, sei lá...). O tempo todo. Só disso.
Ele fala. Muito. O dia inteiro.
Ele está a um passo de mim. Oito horas por dia. Cinco dias por semana.
Folclore por folclore, podiam ter contratado a Mula-sem-cabeça. Pelo menos ela não fala.

Update:
Ele fala ao celular no viva-voz. Numa sala onde mais quatro pessoas estão trabalhando. Diz bye bye quando desliga.
Ele diz que vai "papá" quando sai pra almoçar. Todo dia.

*****

De onde?!? Calaboca Que Eu Tô Falando!

Postado por Nego Lee às 14:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, fevereiro 13, 2007


O mundo é mágico.

Postado por Nery Nader Jr às 10:09

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, fevereiro 12, 2007


A Volta Dos Que Não Foram



Sim, é triste, decadente até, eu sei. Sim, chega a ser feio. Mas azar: deu arrepau no pio do início ao fim, mais de uma vez, ver os Mutantes (mais ou menos) reunidos e tocando ao vivo de novo. Confiraqui, ó.

Baptista's Brothers: thanks!!!

Postado por Nego Lee às 14:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Letras De Música Que Eu Posto No Meu Blog (Mesmo Não Lembrando Do Que Deveria Entrar Nestes Parênteses)



"All I Want Is You" (U2)

You say you want diamonds on a ring of gold
You say you want your story to remain untold
All the promises we make
From the cradle to the grave
When all I want is you

You say you'll give me a highway with no-one on it
Treasure, just to look upon it
All the riches in the night

You say you'll give me eyes in the moon of blindness
A river in a time of dryness
A harbour in the tempest
All the promises we make, from the cradle to the grave
When all I want is you

You say you want your love to work out right
To last with me through the night

You say you want diamonds on a ring of gold
Your story to remain untold
Your love not to grow cold
All the promises we break, from the cradle to the grave
When all I want is you

Postado por Nery Nader Jr às 13:39

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, fevereiro 09, 2007


"A História Sem Fim" (Wolfgang Petersen) + "Labirinto" (Jim Henson)



Quem gosta de cinema não gosta muito de gêneros. Nada melhor do que um filme que subverte a ordem e consegue misturar as coisas. Comédia com Drama, Ficção com Policial, Suspense com Romance.

Mas às vezes nos vemos presos aos mesmos gêneros que desgostamos para que possamos enquadrar de alguma forma alguma obra. Porém, se existe um gênero capaz de quebrar enquadramentos, fazendo a viagem ser mais profunda, sem lógica estabelecida e com capacidade de sobra para evocar sonhos e, de quebra, as mais variadas emoções humanas, este gênero é a Fantasia.

Fantasia é quase uma Ficção sem ser Científica. Permite o humor da Comédia, a melodia dos Musicais, o clima dos Suspenses e até mais, aceitando desde o Terror até o Drama. Mas de uma maneira geral, o lugar onde a Fantasia se dá bem de verdade é o universo infantil. Porque é/foi quando sonhamos/sonhávamos mais.

Momentos-chave de Fantasias tão díspares como "A Fantástica Fábrica De Chocolate", "Os 5 Mil Dedos Do Dr. T" e "A Rosa Azul" (a.k.a. "As Aventuras Do Ladrão De Bagdá") mantém-se vívidos na minha memória. Pouco lembro das tramas, atores e outros cacarecos. Mas a magia de tais filmes ficou guardada aqui dentro. Afinal, foram Fantasias que eu assisti na época certa, antes de completar, sei lá, 10 anos. E que eu me lembre, nunca revi. Por isso permanecem tão míticas.

Já os exemplares oitentistas do dito Cinema de Fantasia eu lembrava bem mais, e torcia bem mais o nariz. Afinal, eu já era aborrescente quando os vi, e qualquer coisa mais exagerada já era vista como besteira.

Por isso, foi bom rever, junto com o meu filho, os filmes "A História Sem Fim" e "Labirinto". Com vários anos de distância, ambos ficaram bem melhores para mim.

A graça, indo além da tal magia infantil, está na realização dos mesmos. Nada de CGI. Somente belos cenários pintados, maquetes detalhadas e até mesmo construções em tamanho natural. Muito isopor e espuma, com certeza. Alguns chroma-keys mal-feitos. E bonecos à la Jim Henson (ou do próprio, no caso de "Labirinto"). Some a isso algumas músicas pops de grandes nomes como David Bowie (dando uma de ator em "Labirinto", inclusive) ou desconhecidos como Limahl, e tudo fica perfeito para uma Sessão Da Tarde.

"A História Sem Fim" é um tanto melhor, um tanto mais sombria e dramática, uma tanto mais "para meninos". Mas "Labirinto" também tem seus méritos. Curiosamente, ambos tem como ponto de partida um livro - aquele amontoado de folhas de papel com a impressionante capacidade de incentivar a imaginação e criar (ou nos guiar para) novos mundos.

Claro que muito do visual (e até mesmo do ritmo) da história é datado. Mas até isso é divertido. Principalmente se você conseguir resgatar um pouco do encanto infantil de se assistir a um filme de Fantasia.

Postado por Nery Nader Jr às 17:58

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Eu esqueci de dizer ontem: "Paraná Clube empata em 1 a 1 e avança na Copa Libertadores 2007"!!! : P

Postado por Nego Lee às 12:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, fevereiro 08, 2007


Na Dúvida, Melhor Errar Duas Vezes



Outro dia, vi duas tabuletas diferentes num mesmo caminhão. Aparentemente, elas vendiam a mesma fruta da família das cucurbitáceas. E eram capazes de uma proeza curiosa: cada uma conseguia errar diferente da outra. Enquanto uma vendia "Melansia", a outra vendia "Melamcia".

Postado por Nery Nader Jr às 17:53

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader










Lápis. Tinta. PB. Cor. Parla!

Postado por Nego Lee às 14:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quarta-feira, fevereiro 07, 2007


Os Indicados



Não perca hoje, ao vivo, a partir das 14 horas, no blog da Liga Dos Blogues Cinematográficos, a divulgação dos indicados para o Alfred 2006 - a premiação dos melhores do cinema na opinião de quem bloga cinema.

O que começou como uma brincadeira saudável, há mais de três anos, se tornou uma brincadeira séria. São mais de 60 integrantes, mais de 60 blogs, mais de 60 opiniões cinematográficas. E uma paixão em comum.

Durante duas semanas, cada integrante pôde escolher os cinco melhores em vinte categorias. A cédula, em aberto, estava apta a receber qualquer filme lançado comercialmente nos cinemas em 2006. Havia uma lista completa para que ninguém se perdesse, que também indicava os roteiros originais e adaptados, além dos filmes que continham canções originais elegíveis. Dúvidas foram sanadas através de uma lista de discussão. Já questões sobre quem era coadjuvante e/ou protagonista em determinado filme duvidoso foram elucidadas por uma comissão. De resto, foi só votar. O que é sempre muito divertido.

É certo que o MegaZona não é um blog de cinema. Mas na época em que eu entrei para a Liga, não era obrigatório versar só sobre o tema. Hoje a coisa é um pouco diferente. Se você tem um blog que fala da sétima arte, pode se inscrever nas duas eleições anuais da Liga. Como deu pra notar, a coisa anda bem estruturada. Isso é legal porque tudo fica mais oficial, servindo inclusive de incentivo para um voto mais consciente e coerente - ainda que o regente principal seja o gosto pessoal.

De resto agora é só torcer para que os meus indicados cheguem lá.

Postado por Nery Nader Jr às 10:02

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader







Postado por Nego Lee às 09:04

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





terça-feira, fevereiro 06, 2007


Sonhos De Sci-Fi



Por três noites seguidas, três sonhos de pura ficção científica, alguns dignos do Philip K. Dick e/ou Heinlein e/ou Bradbury. Senão vejamos:

- Máquina de conversar com os mortos através de sonhos - Coisa doida. Na história, eu fazia parte da equipe científica que desenvolveu a tal máquina. Tudo corria muito bem até a minha esposa pedir para falar com um antigo (e falecido) namorado.

- Previsão do futuro na TV - Assim como a previsão do tempo nas TV convencionais, as TVs do meu sonho exibiam a previsão de como seria o dia seguinte, detalhando quem morreria, onde aconteceriam acidentes e coisa e tal. Tudo muito natural para todo mundo, menos para mim. E assim, passei o resto do sonho tentando evitar tragédias, mais ou menos como aquele cara que recebia o jornal de amanhã naquele seriado da TV.

- O primeiro contato extraterrestre - Poderia ser sensacional, mas não foi. Os ETs não eram apenas baixinhos como crianças, mas se comportavam como tais. Até os cientistas descobrirem que eles eram realmente crianças. Mimadas. Xaropes. Cricas. Só que com armas capazes de destruir meio planeta. O pior do sonho, pra variar, sobrou pra mim. Simplesmente tive que adotar e cuidar de uma das crianças ETs, só porque ela foi com a minha cara.

Postado por Nery Nader Jr às 18:28

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Faça a sua própria face.

Postado por Nego Lee às 10:01

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





segunda-feira, fevereiro 05, 2007


"Eu Vou Tirar Você Deste Lugar" - Tributo A Odair José



Eu sempre fui rabudo demais - rabudo macho!!! - com a cousa de encontrar CD barato para comprar. Sim, houve um tempo em que as pessoas compravam CD e eu ainda pratico isso, às vezes, mas cada vez menos, porque finalmente estou largando mão de ser burro. Mas não era esse o assunto. Qual era o assunto? Ah!!! Eu sempre fui rabudo demais - rabudo macho!!! - com a cousa de encontrar CD barato para comprar. Principalmente, porque eu sempre mergulhei com fé nos balaios de ofertas dos piores lugares existentes porraí. Só no Hipermercado Big de Curitiba, por exemplo, já achei um par de três ou quatro Belle And Sebastian por R$ 1,99 cada, e até o duplo ao vivo do Woodstock 1999 por R$ 3,00. Mas não era esse o assunto.

O assunto é que no mês passado eu comprei por menos de dez real o (já velho) CD "Eu Vou Tirar Você Deste Lugar". E digo: que bosta. Uma bosta não pelo homenageado em questã, que era/é um gênio incompreendido da MPB, mas pela molecada que resolveu pegar a obra do simpático cancioneiro brega e, sem dó nem piedade, obrar em cima. Odair José não tem/tinha estética, fonética ou qualquer tipo de talento ou beleza épica, mas possui(a) métrica. Suas letras transbordavam precisão com frases bem amarradas e refrões popularescos sobre putas, diaristas e malvadas do coração masculino em geral, mas nem isso salvou os muderrnos de fazerem feio no seu fácil papel de executar covers de um artista mais talentoso qualquer. Em outras palavras...

Os bão: Pato Fu, óbvio (transbordando frescor e suavidade com "Uma Lágrima", principalmente pelos japoneses do John); Paulo Miklos (adicionando presença e personalidade na faixa que batiza o CD, inclusive na improvável canção incidental incluída no final); Zeca Baleiro (sim, você leu eu falando bem do tal, que manda bem em "Eu, Você E A Praça"); os pernambucanos Mundo Livre S/A e Mombojó (temperando regional, moderna e respectivamente "Deixe Essa Vergonha De Lado" e "Ela Voltou Diferente" - ó, rimou!); e Los Pirata (na base dos últimos serão os primeiros, portunholzando com gozo em "Cotidiano Nº 3").

Os ruim: Sufrágio (cometendo naufrágio - eia! - numa versão burra de "Cadê Você?"); Leela (tocando sem gracinha "E Ninguém Liga Pra Mim"); Shakemakers (agindo normal - ou seja, sem sal - em "Nunca Mais"); Artur De Faria E Seu Conjunto (roubando todo o brilho brega de "Pare De Tomar A Pílula"; Jumbo Elektro (fazendo uma cover da Xuxa para "A Noite Mais Linda Do Mundo"); e Poléxia (sendo cabeca demais na complexa de menos "A Maçã E A Serpente").

Os sei lá: Suzana Flag (mais acertando do que errando em "Vida Que Não Pára"); Columbia (idem, idem em "Eu Queria Ser John Lennon"); Suíte Super Luxo (idem, idem, ibidem em "Foi Tudo Culpa Do Amor"); Volver (este sim, mais errando do que acertando em "Vou Contar De Um A Três"); Picassos Falsos (surpreendentemente falhando na bela "Esta Noite Você Vai Ter Que Ser Minha"; acho que Humberto Effe cansou); e Terminal Guadalupe (agindo com a competência de sempre em "Que Saudade De Você"; e só não digo mais nada, senão o Dary Junior me encontra nos bares pela noite e fica falando um monte para mim).

Conclusã: Esqueça tudo o que eu disse ou escrevi. Fique com a palavra de quem entende do tema aqui.

Postado por Nego Lee às 18:19

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





A Loira E A Fila



Parece piada. Mas não é. Trata-se de uma frase verídica e verdadeira, que eu ouvi numa fila qualquer, saindo da boca de uma loira que chegou logo depois de mim:

"É impressionante como a gente sempre pega o último lugar na fila!"

Postado por Nery Nader Jr às 18:18

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





sexta-feira, fevereiro 02, 2007


Oração Do Dia

"Estilo: deficiência que faz com que um autor só consiga escrever como pode." (Mário Quintana)

Postado por Nego Lee às 18:31

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Texto Perdido No Espaço Do Meu Baú De Tralhas Impublicáveis

(Confissãozinha: num passado distante eu participei de uma daquelas promoções bestas. E ganhei. Era na verdade um daqueles concursos ditos culturais em que ganham as melhores respostas bestas para uma pergunta besta. O prêmio era horrível: uma fita VHS do filme "Perdidos No Espaço" - a versão hi-tech-tosca para o tosco-mas-divertido seriado de tempos idos. Mas a minha resposta até que era bonitinha. E como a resgatei recentemente, sabe-se lá de onde, venho a público dividir o que deveria permanecer oculto.)



"O Que Você Faria Se Estivesse Perdido No Espaço?"

Pararia em cada planeta, nebulosa ou cometa. Tiraria muitas fotos, compraria mapas nas bancas intergaláticas e experimentaria cada prato exótico da comida cosmopolita, que por certo encontraria em cada esquina espacial.

Me assumiria turista acidental. Pediria informações no meu inglês rudimentar e tentaria matar a saudade de casa com alguma bebida pesada em algum pub enevoado perdido dentro de um buraco negro qualquer.

E quando nada mais fizesse sentido, eu me suicidaria assim, com alguma arma de balas de festim, para voltar pra casa, enfim.

Postado por Nery Nader Jr às 18:13

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





quinta-feira, fevereiro 01, 2007


Superdecadentes



A Marvel até tentou mostrar os últimos dias de alguns de seus heróis, mas este bolonhês foi mais feliz. Desça todo aquele espaço em branco antes dos posts e se diverta-se com a decadência dos supers. E diga aqui qual o seu decadente preferido.

Postado por Nery Nader Jr às 17:53

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader





Tem Terra?



Do Blue Bus de umas duas semanas atrás: "Cópias de fotos de mulheres nuas publicadas em páginas centrais da Playboy foram ao espaço em 1969 na Apolo 12, inseridas clandestinamente nas listas de tarefas dos astronautas. (...)"

Imaginei um diálogo:

- Ei, o que é isso flutuando pela nave?

- Um alien?

- Mas os marcianos não são verdes?


Dãr.

Postado por Nego Lee às 14:03

Follow @MegaZona

 Subscribe in a reader




O MegaZona É Um Blog Feito À Quatro Mãos Por Nego Lee & William Wilson E O Melhor Site De 2005 Segundo Fernanda Takai (Pato Fu)!

Nosso Arquivo: Março 2004 · Abril 2004 · Maio 2004 · Junho 2004 · Julho 2004 · Agosto 2004 · Setembro 2004 · Outubro 2004 · Novembro 2004 · Dezembro 2004 · Janeiro 2005 · Fevereiro 2005 · Março 2005 · Abril 2005 · Maio 2005 · Junho 2005 · Julho 2005 · Agosto 2005 · Setembro 2005 · Outubro 2005 · Novembro 2005 · Dezembro 2005 · Janeiro 2006 · Fevereiro 2006 · Março 2006 · Abril 2006 · Maio 2006 · Junho 2006 · Julho 2006 · Agosto 2006 · Setembro 2006 · Outubro 2006 · Novembro 2006 · Dezembro 2006 · Janeiro 2007 · Fevereiro 2007 · Março 2007 · Abril 2007 · Maio 2007 · Junho 2007 · Julho 2007 · Agosto 2007 · Setembro 2007 · Outubro 2007 · Novembro 2007 · Dezembro 2007 · Fevereiro 2008 · Março 2008 · Abril 2008 · Maio 2008 · Junho 2008 · Julho 2008 · Agosto 2008 · Setembro 2008 · Outubro 2008 · Novembro 2008 · Dezembro 2008 · Janeiro 2009 · Fevereiro 2009 · Março 2009 · Abril 2009 · Maio 2009 · Junho 2009 · Julho 2009 · Agosto 2009 · Setembro 2009 · Outubro 2009 · Novembro 2009 · Dezembro 2009 · Janeiro 2010 · Fevereiro 2010 · Março 2010 · Abril 2010 · Maio 2010 · Setembro 2010 · Dezembro 2010 · Abril 2011 · Maio 2011 · Junho 2011 · Julho 2011 · Agosto 2011 · Setembro 2011 · Outubro 2011 · Março 2012 · Junho 2012 · Julho 2012 · Agosto 2012 · Setembro 2012 · Outubro 2012 · Novembro 2012 · Dezembro 2012 · Janeiro 2013 · Fevereiro 2013 · Março 2013 · Abril 2013 · Fevereiro 2014 ·

Nosso Twitter: @MegaZona

Ou Siga-nos Individualmente:

Follow @NeryJr

Follow @negolee

Nossos Blogs Favoritos: Meditabundas · Blog Da Corporação Fantástica · Liga Dos Blogues Cinematográficos + 665 - O Vizinho Da Besta · Ação E Divagação · Além Do Ponto · Anna Maron · Batata Quente · Catarro Verde · Cláudio Bettega Em Cena · Copy & Paste · De Língua · Epílogo · Filmes Do Chico · Fundo Da Banheira · Ilha De Siris · Insanidade Total · Mau Humor · Meninas De 30 · Nêga Do Leite · No Passeio · O Carapuceiro · O Negativo Queimado · Pensar Enlouquece, Pense Nisso · Perolada · Sad Fucking Song · Salón Comedor · Tá, E Daí · Trash · TudoJuntoMesmo · Uma Dama Não Comenta · Vai Trabalhar, Vagabundo